2 de setembro de 2009

Web 2.0, 3.0 e o futuro da internet

Posted in Mundo Digital às 0:13 por Editora Versal

Web 2.0As webs foram divididas por grau de interação e inteligência virtual, sendo a 1.0 a implantação e a popularização da rede em si. A 2.0, a que vivemos hoje, interativa e centrada em sites de busca como o Google, sites colaborativos como o Wikipedia e redes sociais, como o Orkut, e a web 3.0, que pretende ser a maneira mais organizada e inteligente de se empregar a rede.

A web 3.0 normalmente é definida como o futuro da internet, a que conseguirá dar sentido e catalogar os dados, em vez de apenas contabilizá-los e guardá-los para pesquisa.

Na web 2.0, aquela a que estamos acostumados, na qual podemos nos conectar com pessoas em redes sociais ou postar nossos textos em blogs, pouco aproveitamos do conteúdo que a internet já é capaz de oferecer. Ela está sendo utilizada apenas como forma de entretenimento, e, com isso, milhões e milhões de páginas são geradas sem poder informativo, apenas para distração. A produção de conteúdo informativo acaba ficando para poucos – assim como a sua leitura.

Com o mecanismo da web 3.0 e todas as informações catalogadas, vamos conseguir as respostas de modo mais fácil, rápido e seguro. Será feito o desenvolvimento dos programas que realmente compreendam o conteúdo, e consigam repassá-lo ao usuário da melhor forma possível.

O futuro da web é incerto. Com a inclusão digital, vieram também novos usuários sem conhecimento do mecanismo que apenas aceitam “o que está”, sem acrescentar “o que não está”. Daqui para a frente, o número de novos usuários pode diminuir, dando lugar aos nativos digitais e aos usuários antigos, que já compreendem os procedimentos, os programas e os mecanismos e, portanto, que podem melhorar e acrescentar informações à rede, de modo a enriquecê-la. Por outro lado, aumentando mais ainda a “facilidade”, é possível que diminuam as atividades em fóruns e comunidades, uma vez que a resposta para uma certa pergunta vem de forma muito direcionada, gerando menos dúvidas e, consequentemente, menos necessidade de pensar, agir e questionar, o que pode ser muito ruim para a sociedade imediatista em que estamos nos tornando.

Como todas as tecnologias, com o aumento de usuários e profissionais da área, aumenta-se também a capacidade de interação. Dessa forma nasceu a internet, que cresceu vagarosamente no começo e, agora, está em muitos lares e empresas de todo o mundo. Sabendo-se que um amigo visita o Orkut, um novo usuário sente-se mais tentado a utilizá-lo também, e daí vem o sucesso das redes sociais, um banco de dados imenso que compreende desde informações fúteis até textos distintos.

Podemos, portanto, aguardar ansiosamente ou temer a web 3.0, que trará respostas prontas para tudo o que precisamos. Se isso gerará mais frustração ou resultados, só o tempo poderá dizer. Mas podemos ter certeza de que os resultados serão positivos ou negativos de acordo com a maneira que nós os utilizarmos. Se não somos capazes de criar na web 2.0, seremos menos ainda na próxima. Por outro lado, se utilizamos a internet para nosso crescimento, a próxima geração on-line nos ajudará cada dia mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: